.

Música de fundo



sábado, 5 de março de 2016

Do Livro "O Ballet dos Camêlos" - autora Ronilda David / Loubah Sofia




"Todos estavam nas suas ocupações e, Ela, em momentos introspectivos. Como que cega, seguia  muda sem porta-voz. Os dias transcorriam num torpor de oceanos incertos, cujo humor era variante feito ás faces da lua.
Ainda não se encontrava com forças normais para contrariar esse
torpor, e nisso sentia-se irremediavelmente (ao menos por mais alguns dias) presa a tais brumas que mudam de tons em cores e sons conforme o sabor dos minutos que se escoavam. Todavia, vinha-lhe à lembrança da infância na velha casa da Voikamina, histórias contadas ao pé do fogão a lenha.
Lá fora no pátio florido d’algodão, cravos teimosos no exalar e perfumando madrugadas.
Tinha arrudas,alecrins e coqueiros gigantes.
Ao longe, zurrava o burrico, ladrava o vira-latas e perambulava sem morada o Senhor das calçadas nuas de pedras ou seja o "sem juízo" a dormir pesadelos na lixeira?
E, ela, punha-se na lata de fazer vista grossa, pois não tinha
medo."





Ronilda David/Loubah Sofia