.

Música de fundo



sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Vestida de sol poente...te sonhei

                                        

Vestida de sol poente...na loucura dos meus sonhos te amei
Nas tuas mãos fui poema de amor...nos teus braços a ternura
No teu corpo soletrei a paixão...em versos e prosas te cantei
Voei num céu sem nuvens..fui gaivota voando na noite escura

Vestida de sol poente...escrevi palavras loucas deitadas ao vento
Num grito calado despi do meu corpo o Outono...fui Primavera
Envolta em perfume de rosas...bordei a fios de ouro o desalento
Fui ave na imensidão...sonhei um sonho de amor...fui quimera

Vestida de sol poente...a fio de desejo os meus sonhos bordei
Murmurei palavras de amor que o vento levou...fui brisa e mar
De cetim vesti o meu corpo que nos meus sonhos te entreguei
Voei sem ter asas...fui a claridade da madrugada no teu olhar

Vestida de sol poente...parei o tempo...vesti no corpo a ilusão
De pétalas perfumei o momento...de instantes pintei a vida
Prendi no meu rosto um sorriso...no meu olhar a imensidão
Quiz-te sem te ter...amei-te sem querer...fui mulher perdida

Vestida de sol poente...nos meus braços te sonhei...em mim
No silêncio da noite desejei o teu corpo...meu altar de solidão
Murmurando palavras de amor...na luz da manhã adormeci
Cansada e sem mim...imaginei amor no meu rosto a tua mão

Vestida de sol poente...bebi da tua boca o perfume das rosas
De maresia vesti o meu corpo...envolvi os sonhos em ternura
Nas sombra dos teus gestos...escrevi poemas e dedilhei prosas
Na noite imensa te chamei...perdida entre o amor e a loucura

Escrito por : Rosa Maria