.

Música de fundo



terça-feira, 26 de agosto de 2014

Dez Vidas by Caio Fazolato


Transbordar de amor
Numa vida só
Viver de amor
Por uma única mulher

É viver dez vezes
É amar dez vezes
É multiplicar-se...
numa só vida
Mulher!

Será mesmo possível
Viver com tanto amor
E diariamente prover isso?
A minha vida divide a sua
E te amo por outras vidas
Nessa mesma apenas

Vida que são tantas
E te amo pela aurora
Te amo pelos pássaros
Te amo pelo caos urbano
Te amo pelo mar da cidade litorânea
Te Amo pelo verde da cidade rural
Te amo pela efervescência e pelo nervosismo
Antes de ver-te linda!
Efervescência que aliás é a bateria
A força que me alimenta é inexplicável
E por isso te ver e ficar calado é normal
pois as dez vidas querem se manifestar
ao mesmo tempo,
e o computador do raciocínio fica lento

Portanto o silêncio
é a mutualidade do som da sua voz
Transbordar, Trasbordar
A Metáfora cai no chão
assim como a água se perde no copo
e transborda ao solo
Que por sua vez o fertiliza em harmonia com o sol
E ocasiona a eflorescência

Se um dia meu espírito saísse do meu interior
E dissecasse esse sentimento
Concluiría o porquê de tamanha exaustão:
Todo dia nasço e morro
Nasço intensamente e morro da mesma forma
É o amor que no fundo da alma
torna-se exaurível,esgota minhas energias
No entanto revigora o desejo de ser feliz
Ah! Unificai a tua alma a minha
(A pilha motor é incansável, trabalha a geratriz)
A verdade é que nasço e morro diariamente
por te amar de uma forma diferente

Além do horizonte é a luz da minha alma
Sou dez e Te amo por milhões
E talvez issso explique
um silêncio sincero

Porém o crítico do amor
olhará esse poema como apelativo
Por isso lhe digo:Estás certo meu caro
Amar além de uma vida de fato é apelativo
Mas nessa apelação eu me jogo de corpo e alma
sem nenhum receio a este amor,
porque uma única vida é muito pouco
para quem tem dez vidas

E nesse instante atingimos a marca da meia noite,
Agora pessoal irei morrer
Para nascer novamente
Para amar novamente...

                                               Caio Fazolato
                                          Integração Histórica