Avançar para o conteúdo principal

Dez Vidas by Caio Fazolato


Transbordar de amor
Numa vida só
Viver de amor
Por uma única mulher

É viver dez vezes
É amar dez vezes
É multiplicar-se...
numa só vida
Mulher!

Será mesmo possível
Viver com tanto amor
E diariamente prover isso?
A minha vida divide a sua
E te amo por outras vidas
Nessa mesma apenas

Vida que são tantas
E te amo pela aurora
Te amo pelos pássaros
Te amo pelo caos urbano
Te amo pelo mar da cidade litorânea
Te Amo pelo verde da cidade rural
Te amo pela efervescência e pelo nervosismo
Antes de ver-te linda!
Efervescência que aliás é a bateria
A força que me alimenta é inexplicável
E por isso te ver e ficar calado é normal
pois as dez vidas querem se manifestar
ao mesmo tempo,
e o computador do raciocínio fica lento

Portanto o silêncio
é a mutualidade do som da sua voz
Transbordar, Trasbordar
A Metáfora cai no chão
assim como a água se perde no copo
e transborda ao solo
Que por sua vez o fertiliza em harmonia com o sol
E ocasiona a eflorescência

Se um dia meu espírito saísse do meu interior
E dissecasse esse sentimento
Concluiría o porquê de tamanha exaustão:
Todo dia nasço e morro
Nasço intensamente e morro da mesma forma
É o amor que no fundo da alma
torna-se exaurível,esgota minhas energias
No entanto revigora o desejo de ser feliz
Ah! Unificai a tua alma a minha
(A pilha motor é incansável, trabalha a geratriz)
A verdade é que nasço e morro diariamente
por te amar de uma forma diferente

Além do horizonte é a luz da minha alma
Sou dez e Te amo por milhões
E talvez issso explique
um silêncio sincero

Porém o crítico do amor
olhará esse poema como apelativo
Por isso lhe digo:Estás certo meu caro
Amar além de uma vida de fato é apelativo
Mas nessa apelação eu me jogo de corpo e alma
sem nenhum receio a este amor,
porque uma única vida é muito pouco
para quem tem dez vidas

E nesse instante atingimos a marca da meia noite,
Agora pessoal irei morrer
Para nascer novamente
Para amar novamente...

                                               Caio Fazolato
                                          Integração Histórica




Mensagens populares deste blogue

SP – Sindicato dos Pobres

Hoje inscrevi-me no Sindicato dos Pobres
E dos Sem-Abrigo – Todos que sobrevivem
Na terra dos Párias – País da Democracia
Sem direito a voto – Cidadãos menos nobres
Contra o Estado - Patrões que tudo decidem
Luta pela melhoria da esmola – Ordem do Dia!
Quero memorizar a Carta dos Direitos Humanos
Aprender bem o significado da palavra Hipocrisia
Que direitos poderia ter se a Justiça funcionasse
Parlamento, Deputados - Tempo dos Romanos
Aqueles que se servem e aproveitam da Democracia
O vil dinheiro – Uma força que tudo isto alterasse.
Quero ir para a rua, descalço – esfarrapado
Com a plebe esfomeada e esquecida protestar
Cartazes - Palavras de ordem – Quanto baste
Punhos cerrados – Gritar, gritar não ficar calado
Contra os Algozes – Os Pilatos, a não quererem mudar
A riqueza, o conforto - Que deles jamais se afaste!


Hélder Gonçalves
Agosto 2016


Comentários João Francisco Lima Santos Bom dia!🌅
Helder Fernando Gonçalves BOM DIA a todos os sindicalistas do SP (Rsos!)
João Francisco Lim…

Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬













Honradez

Honradez... Tua Manta De Diamantes
Amanheça Para a vida, Para o melhor quetem Respeita a aliança Acredite que adiante O real do que éseu legado Espera...
Amanheça Para a boa vontade de Dar as mãos E o perdão, compartilhar Os sonhos Os sorrisos O pão...
Amanheça E dê avocê, perdão Porque o erro reconhecido É acolhedor para a alegria Da humildade que afasta a tristeza ... E traz a esperança de que... Hoje, vai dar certo!