Avançar para o conteúdo principal

Heterotopias by Expedito Gonçalves Dias



Incomum, mesmo para mim que sinto;
insensato, diante do que aprendi,
indistinto e disparatado.

Este espelho mente a todo instante!
O que vejo inteiramente é uma farsa,
um desplante que não almejo...

Não posso me furtar à realidade.
Por que este medo me incomoda:
será tarde ou ainda é cedo?

Nessa imensa multidão sou uma ilha
que busca um equilíbrio no oceano:
uma trilha nesta selva injusta.

O meio será mesmo a mensagem?
E se eu quebrar então este espelho,
que vantagem posso ainda levar?

Sempre me enamorei dos mistérios.
Nos porões da mente jazem, intactos,
meus desidérios e paixões.

Minha mente comporta esses mundos.
O virtual se une ao da realidade,
profundo, utópico e visceral.

Ainda não quebrei este cristal,
pois creio que nele mora a verdade,
a aula triunfal e o recreio.

Mas o método que uso não funciona.
Isso que eu faço não interfere
nessa zona morta do espaço.

A mente me engana o tempo todo,
estou perto de ser tachado
de um engodo sem conserto!

Quisera ser até mais passional,
menos chinfrim, comum e desregrado.
Mas qual! - o espelho mente para mim!


Autor: Expedito Gonçalves Dias (Profex)
Escrito em Varginha em 26/10/2010, às 16:30 h
Autor do espaço www.blog do profex.com

Mensagens populares deste blogue

sorridente, calada e persistente.

Era para ser ao contrário dessa fumaça, que assoprada ou mesmo inalada se vai... Era para ser volátil como um passe despercebido de mágica. Era para ser apenas alguns segundos de choro, de lágrimas vazias de alegrias, preenchidas de vis solidões Era para ter sido, mas nunca foi, pois sempre é... Essa dor corrupta, invasora, que desdenha da minha confusão por não compreender, as razões da vida em impor ela em mim, como carrasca sorridente, calada e persistente. Era para ser uma nesga do que passou e dormiu no tempo, mas vejo que é meu presente: Resistente, crítico e decadente.

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬


Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬













Honradez

Honradez... Tua Manta De Diamantes
Amanheça Para a vida, Para o melhor quetem Respeita a aliança Acredite que adiante O real do que éseu legado Espera...
Amanheça Para a boa vontade de Dar as mãos E o perdão, compartilhar Os sonhos Os sorrisos O pão...
Amanheça E dê avocê, perdão Porque o erro reconhecido É acolhedor para a alegria Da humildade que afasta a tristeza ... E traz a esperança de que... Hoje, vai dar certo!