Avançar para o conteúdo principal

Curiosidade sobre o mel


O mel não estraga, segundo a FDA, órgão que regulamenta alimentos nos Estados Unidos. Mas, na verdade, o mel vence sim, geralmente em dois anos, de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O longo prazo de validade está associado ao fato de que o alimento é um ambiente impróprio para a sobrevivência da maioria dos microrganismos. O mel tem cerca de 80% de açúcar e 17 a 22% de umidade, características que inibem a proliferação dos micróbios que causam sua deterioração, explica Bruno Souza, pesquisador do Núcleo de Pesquisas com Abelhas da Embrapa Meio-Norte.

Além disso, o mel é um meio ácido, com pH de aproximadamente 3,91 (para comparar: o suco de laranja tem pH 3,5). “Como se não fosse suficiente, contém peróxido de hidrogênio, conhecido popularmente como água oxigenada, capaz de proteger o produto contra a decomposição bacteriana”, acrescenta Fábia Pereira, também pesquisadora do Núcleo da Embrapa Meio-Norte.

Mas, ainda assim, o mel pode estragar. Se ele não for colhido e processado da maneira correta ou se o produtor não tiver cuidados com a higiene, ele pode fermentar, formando álcool ou vinagre. “Isso pode facilmente ser percebido pelo consumidor pelo cheiro alcoólico, sabor ácido ou mesmo pela quantidade de espuma presente no mel”, explica Fábia. O processo de envelhecimento pode ser acelerado se o alimento estiver exposto à umidade, à luz e ao calor. “Todos esses fatores são prejudiciais e ajudam no envelhecimento do mel, fazendo com que ele fermente (no caso da umidade) ou perca a validade mais rápido (no caso de luz e calor)”, detalha.

Além disso, como se trata de um alimento, sua composição se altera com o tempo. Existem alguns componentes presentes no mel que aumentam com o tempo de armazenamento, enquanto outros diminuem, explica a pesquisadora. Um dos compostos que aumentam é o HMF (hidroximetilfurural), considerado uma substância cancerígena.

Fonte: Superinteressante
Imagem Google meramente ilustrativa, não se assustem com a imagem do Belo entre a postagem, lá na Superinteressante heim?

Mensagens populares deste blogue

Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬













sorridente, calada e persistente.

Era para ser ao contrário dessa fumaça, que assoprada ou mesmo inalada se vai... Era para ser volátil como um passe despercebido de mágica. Era para ser apenas alguns segundos de choro, de lágrimas vazias de alegrias, preenchidas de vis solidões Era para ter sido, mas nunca foi, pois sempre é... Essa dor corrupta, invasora, que desdenha da minha confusão por não compreender, as razões da vida em impor ela em mim, como carrasca sorridente, calada e persistente. Era para ser uma nesga do que passou e dormiu no tempo, mas vejo que é meu presente: Resistente, crítico e decadente.

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬


O Poema que não consegui escrever

Para Ti, o que podia ser um Poema
Para Ti e por Ti, tento ser poeta. Mas, nessa vã tentativa, tolamente só alcanço voar em asas infinitas,
seguindo para além do eterno, respirando ao som de lágrimas protegidas pela esperança: De mais um abraço apertado e mais um longo e doce beijo Sabe... Gostava de ser Poeta como Tu, somente para ter o poder de falar do meu coração direitinho apontado ao teu, mas a minha tentativa é tão tola - Pois sei que esse meu escrever de poeta nada tem, além de seguir em dor pela constância da madrugada, tecendo dentro do meu coração o mais perfeito da tua alma amada num receio de perder o fio do que em mim parece ser inteligência.
Porque amando-te meu Anjo, eu...queria ser poeta singela como as flores, Cálida como o amanhecer, terna como o teu sorriso. Porém terei de enfrentar a dura realidade aceitando contente, como uma pobre agradecida, a escassa esmola em aqui, ficar - Sentindo-te, olhando-te  apaixonada, entregue ao deleite do encanto e à saudade que sempre mo…