.

Música de fundo



sexta-feira, 16 de maio de 2014

Fica Comigo Esta Noite Amor...by Cris Henriques


Hoje vi-te! Foram apenas uns breves instantes, mas vi-te! Eras tu, amor, que estavas ali e o meu coração quase parou ao ver-te. Uma emoção imensa fez uma lágrima do meu olhar cair sem que a pudesse reter.
Subitamente, desapareceste! Já não estavas na televisão, não eras tu. Tenho tantas saudades de ti que estou a desesperar... Sabes, começo novamente a ver-te em todos os lugares onde estou. Mas o que vejo são miragens, porque tu não estás aqui, amor. Passo os dias a pensar em ti, Amor, e no meu peito sinto tanta dor... A dor da tua ausência. A dor do teu silêncio. A dor da incerteza e da tristeza, da dúvida... A dor de não te ver.

É madrugada e eu estou na cama acordada, a escrever. Escrevo para ti, para mim, para nós. Escrevo meio sem nexo e em desabafo, só assim consigo exprimir-me. A noite é o pior momento que temos no dia.

Onde estás?

Pergunto num desespero sentido e profundo instalado em minha alma.

Volta depressa dessa viagem e acaba com estas miragens que me deixam como se estivesse num delírio febril, de tanta saudade ter.

Abraço a minha almofada e fecho os olhos molhados de lágrimas de amor, de saudade. Era a ti que deveria estar a abraçar, não uma almofada.

Era nas tuas coxas ardentes que me deveria enroscar, adormecer no teu regaço doce e envolvida no teu abraço, não numa cama vazia e fria.

Quero aninhar-me em ti e unir meu corpo ao teu, para que mais tarde no doce silêncio dedicar-te um poema meu.

Fica comigo esta noite, nem que seja para olharmos a Rainha Lua com suas aias e súbditas, as estrelas.

Amo-te, Amor, amo-te com loucura e verdadeiramente. Não me deixes sentir-me perdida, fica comigo esta noite, até que Deus queira...


Cris Henriques


 Autora do:
O Que O Meu Coração Diz