Avançar para o conteúdo principal

Fica Comigo Esta Noite Amor...by Cris Henriques


Hoje vi-te! Foram apenas uns breves instantes, mas vi-te! Eras tu, amor, que estavas ali e o meu coração quase parou ao ver-te. Uma emoção imensa fez uma lágrima do meu olhar cair sem que a pudesse reter.
Subitamente, desapareceste! Já não estavas na televisão, não eras tu. Tenho tantas saudades de ti que estou a desesperar... Sabes, começo novamente a ver-te em todos os lugares onde estou. Mas o que vejo são miragens, porque tu não estás aqui, amor. Passo os dias a pensar em ti, Amor, e no meu peito sinto tanta dor... A dor da tua ausência. A dor do teu silêncio. A dor da incerteza e da tristeza, da dúvida... A dor de não te ver.

É madrugada e eu estou na cama acordada, a escrever. Escrevo para ti, para mim, para nós. Escrevo meio sem nexo e em desabafo, só assim consigo exprimir-me. A noite é o pior momento que temos no dia.

Onde estás?

Pergunto num desespero sentido e profundo instalado em minha alma.

Volta depressa dessa viagem e acaba com estas miragens que me deixam como se estivesse num delírio febril, de tanta saudade ter.

Abraço a minha almofada e fecho os olhos molhados de lágrimas de amor, de saudade. Era a ti que deveria estar a abraçar, não uma almofada.

Era nas tuas coxas ardentes que me deveria enroscar, adormecer no teu regaço doce e envolvida no teu abraço, não numa cama vazia e fria.

Quero aninhar-me em ti e unir meu corpo ao teu, para que mais tarde no doce silêncio dedicar-te um poema meu.

Fica comigo esta noite, nem que seja para olharmos a Rainha Lua com suas aias e súbditas, as estrelas.

Amo-te, Amor, amo-te com loucura e verdadeiramente. Não me deixes sentir-me perdida, fica comigo esta noite, até que Deus queira...


Cris Henriques


 Autora do:
O Que O Meu Coração Diz

Mensagens populares deste blogue

sorridente, calada e persistente.

Era para ser ao contrário dessa fumaça, que assoprada ou mesmo inalada se vai... Era para ser volátil como um passe despercebido de mágica. Era para ser apenas alguns segundos de choro, de lágrimas vazias de alegrias, preenchidas de vis solidões Era para ter sido, mas nunca foi, pois sempre é... Essa dor corrupta, invasora, que desdenha da minha confusão por não compreender, as razões da vida em impor ela em mim, como carrasca sorridente, calada e persistente. Era para ser uma nesga do que passou e dormiu no tempo, mas vejo que é meu presente: Resistente, crítico e decadente.

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬


Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬













Honradez

Honradez... Tua Manta De Diamantes
Amanheça Para a vida, Para o melhor quetem Respeita a aliança Acredite que adiante O real do que éseu legado Espera...
Amanheça Para a boa vontade de Dar as mãos E o perdão, compartilhar Os sonhos Os sorrisos O pão...
Amanheça E dê avocê, perdão Porque o erro reconhecido É acolhedor para a alegria Da humildade que afasta a tristeza ... E traz a esperança de que... Hoje, vai dar certo!