À Distância... by Malu Silva



Tão branca é a lua
E, à sua alvura,
Conto o meu lamento.
Tão alta vai
No céu escuro e árido
Mesmo assim ilumina
Meu rosto e meu pensamento.
Seu brilho cintila 
Meus passos pesados
Que sofre distâncias e revela passados.
Entre as trilhas noturnas
Cintila também,
As mãos, que de longe,
Tocam teu coração.

Olhando para a lua
Sinto me um raio prata
E, contigo sigo abraçada
Por toda a amplidão.

Malu Silva





Mensagens populares deste blogue

SP – Sindicato dos Pobres

Honradez

Do hábito biscoitos d'açúcar