.

Música de fundo



sábado, 1 de março de 2014

Esperando por ti




Olho para além  da janela,
a chuva cai, sem doer:
gritos  em silencio.
Perto de mim, minha cadela
Será que ela entende,meu sofrer?
Porque será que assim penso?

Em solidão, míngua do teu afeto,
procuro-te em sobressalto,
na página vazia do meu ser,
escrita, está, em fino dialeto
nossa história de amor, tão alto,
 que queríamos e não podemos ter

Olho para além da janela
Já não vejo a chuva  cair.
mas, teu vulto, junto da flor,
que plantaste -  bem perto dela,
agora, teimosa, continua a florir,
testemunho vivo do teu amor !



Hélder Gonçalves
Fev.2014