Somos mais fortes que o chão

>Voámos Em Contramão









Leva-me ao fim da montanha
Dá-me do vinho da vida
Estende o céu, faz a cama
Onde me escondo da ferida
E agora?
                                                         Somos mais fortes que o chão
,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,...........Mostra-me a foz do teu rio
,,,,......................Vem à nascente do meu
..................Afasta a dor e o perigo
.......................................Porque a distância do eu                                              E agora?
......................................................................Voámos em contramão
.............................................................................E há de haver outro lugar
.............................................................................................E palavras para dizer
.......................................................................................................Quando a terra abraça o mar
.................................................................................................................É como um filho a nascer
..................................................................................................................E há-de haver outra maneira
.................................................................................................................De contar a quem não sabe
.................................................................................................................Se me dás a vida inteira
...............................................................................................................Porque só vivi metade
.......................................................................................................Leva-me de volta a casa
....................................................................................E abre as portas do jardim
........................................................................Deita-me na tua cama
..............................................E diz que sim, diz que sim

...........................Segue por este caminho
................Apanha luas de prata
..Um beijo é o nosso destino
Beijo que fere e não mata
E agora?

Somos mais corpo
Do que dantes

Não temos frio do fogo
Trazes por dentro o verão
Vejo-me em ti e descubro

                                                  Somos luz, sombras não
E agora?  Voámos em contramão. E há de haver outro lugar
E palavras para dizer .Quando a terra abraça o mar
É como um filho a nascer. E há-de haver outra maneira
De contar a quem não sabe.Se me dás a vida inteira.Porque só vivi metade.Leva-me de volta a casa.Abre as portas do jardim
Deita-me na tua cama.E diz que sim, diz que sim.
Leva-me de volta a casa.E abre as portas do jardim.
Deita-me na tua cama.E diz que sim, diz que sim.
Leva-me de volta a casa.Abre as portas do jardim
.Deita-me na tua cama
E diz que sim, diz que sim.
Leva-me de volta a casa. E abre as portas do jardim.Deita-me na tua cama

E diz que sim, diz que sim

Pedro Abrunhosa

 ***ILY Meu Nando...Forever.


Mensagens populares deste blogue

SP – Sindicato dos Pobres

Honradez

Do hábito biscoitos d'açúcar