.

.

Música de fundo FELIZ NATAL AMIGOS!

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Beijo faz bem à saúde! Saiba porquê.


Beijar é sempre delicioso, seja um beijo apaixonado, fraterno, delicado ou despretensioso. Mas você sabia que além de fazer um bem danado ao relacionamento, o beijo ainda traz benefícios à saúde?

No livro ''Eles são simples, elas são complexas'', da editora Alaúde, a terapeuta Cláudya Toledo defende que o beijo pode ativar o funcionamento da nossa saúde orgânica, biológica e energética. Segundo Cláudya, o beijo é uma manifestação de carinho que demostra afeto e age como um termômetro nas relações. Proporciona sensações agradáveis, libera substâncias químicas que transmitem mensagens ao corpo.

Acredite, o beijo colabora até para a higiene bucal, para o alívio dos sintomas de alergias e até para aumentar a imunidade. Para você saber como isso acontece, listamos dez benefícios que este ato pode trazer à saúde do corpo, da mente e, é claro, do coração. Anote aí e pratique!

1. Libera endorfinas

Pesquisas afirmam que o beijo estimula o cérebro a liberar endorfina, criando uma sensação de bem-estar. Segundo a principal agência de terapia sexual britânica, a Relate, quanto mais excitante e apaixonado, maiores são os benefícios para a saúde;

2. Combate o estresse

O beijo é considerado um santo remédio para o estresse, de acordo com o estudo da neurocientista americana Wendy Hill. A profissional analisou o comportamento de 15 casais, divididos em dois grupos. Metade dos voluntários deveria se beijar, enquanto a outra não podia desfrutar da carícia. Depois disso, amostras de sangue e de saliva dos participantes foram analisadas. O nível de cortisol, relacionado ao estresse, despencou consideravelmente no grupo de beijoqueiros. Já o de oxitocina, hormônio relacionado ao prazer, aumentou nos homens e se manteve estável ou caiu nas mulheres;

3. Oxigena o sangue

Quem não gosta de um beijão daqueles, que tira o fôlego e deixa o coração acelerado? Pois bem, esse aumento dos batimentos cardíacos melhora a oxigenação do sangue;

4. Esquenta o clima

O beijo prepara o corpo para a relação sexual. Não é à toa que o famoso Kama Sutra ressalta sua importância no relacionamento. "O primeiro ensinamento do guia indiano é a intimidade entre corpos, a invasão de um pelo outro. O beijo, carícia inicial básica do sexo, é descrito como a luta das línguas, isto é, estabelece a intensidade dos passos seguintes do ato sexual", afirma a psicanalista e sexóloga Regina Navarro Lins, autora de "O Livro de Ouro do Sexo";

Reprodução


5. Movimenta os múculos

Beijar também é um exercício. Movimenta 29 músculos, sendo 17 só da língua. Alguns dermatologistas apontam que esse trabalho muscular pode ajudar a manter o rosto jovem por mais tempo, além de melhorar a sustentabilidade da pele;

6. Queima calorias

Como toda atividade física, queima calorias. Isso não significa que beijar equivale a meia hora de exercício aeróbico na sua academia. Mas, em compensação, você não cansa de beijar por meia hora. Então, faça as contas. Beijos queimam de duas a seis calorias por minuto, de acordo com o Self.com. A quantidade só depende de você, que determina as séries e as repetições.

7. Química do amor

É uma boa maneira de saber se o casal tem "química". O motivo de despertar paixões ou provocar o desencanto ainda é desconhecido pelos sexólogos.

8. Aumenta a imunidade

Pesquisadores acreditam que a troca de beijos, antes da gravidez, é uma forma de introduzir vírus em uma mulher, em pequenas doses, provocando seu corpo para criar uma resistência a ele, de maneira que ela jamais poderá transmiti-lo à criança, de acordo com a Popular Science. Interessante, não? Beije muito, futura mamãe. Claro, respeitando as recomendações médicas.

9. Alivia sintomas de alergia

Se você sofre com espirros e coriza causados por alergias sazonais, e não por doenças contagiosas, beijar pode ser uma boa ideia para melhorar sua crise. Um estudo japonês descobriu que casais que se beijaram por 30 minutos tinham menores níveis de IgE, proteínas que desencadeiam sintomas como espirros e coriza.

10. É bom para a higiene bucal

Há uma razão para o beijo, aquele beijo, ser chamado de "beijo molhado". O "beijo molhado", aquele sem frescura, estimula a produção de saliva, que pode limpar as bactérias nocivas presentes na boca, e ainda reduz o acúmulo de placas bacterianas. E nem adianta fazer cara feia, fazendo tipo de quem está com nojo, porque na hora H, quem vai lembrar desses detalhes?

Fonte: Redação Bonde
Fonte de imagem: Google, meramente ilustrativa.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

UMA PALAVRA






Uma palavra
Cinco letras
Tudo dito
Uma palavra
Não proferida
Demais sentida
Magoada
Uma palavra
Mil silencios
Olhos a brilhar
Mãos largadas
Lentamente
Olhares tensos
Última chamada
Um vai ficar
Fim de tempo
Costas voltadas
Outro seguirá
Voará nos céus
Até ao regresso
voltará?
Último aceno
Voz embargada
Numa palavra
Cinco letras
Adeus!

Hélder Gonçalves

Novembro 2013

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

OFERTA DE AMOR





 Em meus silêncios
gritos existem.
Nos meus sorrisos,
dores se disfarçam.
Em meus cantares,
tristezas se passam.
No meu coração,
amor presente,
latente demais:
alegria de dar,
sigo e dou a mão!

Pela estrada da vida,
serei peregrino.
Sereno, eu caminho.
Na minha bagagem,
amor infindo levo.
Ofereço a quem pedir,
faço questão e relevo.
É este o meu sentir:
aqueles que nada dão,
muitos sobram:
esses, não teem perdão!

Docarmo
Março 2012

domingo, 24 de novembro de 2013

A ÁGUA E SUA RELAÇÃO COM O SER HUMANO


água é uma substância química composta de hidrogênio e oxigênio, sendo essencial para todas as formas conhecidas de vida na Terra.
É frequente associar a água apenas à sua forma ou estado líquido, mas a substância também possui um estado sólido, o gelo, e um estado gasoso, designado vapor de água.
Embora pequenas quantidades de água pareçam transparentes a olho nu, a água é um composto químico de coloração levemente azulada. Ao contrário da ideia popular, a água possui uma cor intrínseca que se deve ao espectro seletivo de absorção da luz. 
A água cobre 71% da superfície da Terra. Na Terra, ela é encontrada principalmente nos oceanos, de acordo com Paulo Carvalho de Noronha. 1,6%encontra-se em aquíferos e 0,001% na atmosfera como vapor, nuvens (formadas de partículas de água sólida e líquida suspensas no ar) e precipitação. Os oceanos detêm 97% da água superficial, geleiras e calotas polares detêm 2,4%, e outros, como rios, lagos e lagoas detêm 0,6% da água do planeta. Uma pequena quantidade da água da Terra está contida dentro de organismos biológicos e de produtos manufaturados.
A água na Terra se move continuamente segundo um ciclo de evaporação e transpiração (evapotranspiração), precipitação e escoamento superficial, geralmente atingindo o mar. A evaporação e a transpiração contribuem para a precipitação sobre a terra.
A água é essencial para os humanos e para as outras formas de vida. Ela age como reguladora de temperatura, diluidora de sólidos e transportadora de nutrientes e resíduos por entre os vários órgãos. Bebemos água para ajudar na diluição e funcionamento normal dos órgãos para em seguida ser eliminada pela urina e por evaporação nos poros, mantendo a temperatura corporal e eliminando resíduos solúveis, como sais e impurezas. As lágrimas são outro exemplo de eliminação de água.
Na indústria ela desempenha o mesmo papel de diluidora, transportadora e resfriadora nos vários processos de manufatura e transformações de insumos básicos em bens comerciais.
O acesso à água potável tem melhorado continuamente e substancialmente nas últimas décadas em quase toda parte do mundo. Existe uma correlação clara entre o acesso à água potável e o PIB per capita de uma região. No entanto, alguns pesquisadores estimaram que em 2025 mais de metade da população mundial sofrerá com a falta de água potável. A água desempenha um papel importante na economia mundial, já que ela funciona como um solvente para uma grande variedade de substâncias químicas, além de facilitar a refrigeração industrial e o transporte. Cerca de 70% da água doce do mundo é consumida pela agricultura.


Principais Doenças Relacionadas com a Água não tratada:

Por ingestão de água contaminada
Cólera
Disenteria amebiana
Disenteria bacilar
Febre tifoide e paratifoide
Gastroenterite
Giardiase
Hepatite infecciosa
Leptospirose
Paralisia infantil
Salmonelose
Por contato com água contaminada
Escabiose (doença parasitária cutânea conhecida como Sarna)
Tracoma (mais frequente nas zonas rurais)
Verminoses, tendo a água como um estágio do ciclo
Esquistossomose
Por meio de insetos que se desenvolvem na água
Dengue
Febre Amarela
Filariose
Malária
Cólera, febre tifoide e paratifoide são doenças freqüentemente ocasionadas por águas contaminadas e penetram pela pele.

VOCÊ SABIA?

Os seres humanos têm 65% do seu peso formado de água
Em um clima temperado, um adulto precisa ingerir cerca de 3 litros de água por dia
Em casa, 78% do consumo de água, em média, é gasto no banheiro
70% da terra é ocupada pela água
Cerca de 98% da água do planeta é salgada, 2% referem-se à água doce
Destes 2% apenas 10% servem para abastecimento
Mais de 1,1 bilhão de pessoas no mundo não possuem acesso a água de qualidade (água potável)
Disponibilidade mundial da água
97,30% - Oceanos. São impróprias para consumo e agricultura
2,34% - Gelo. Só pode ser aproveitada por meio de lençóis subterrâneos muito difíceis de acessar
0,36% - Rios, lagos e pântanos (água potável)
Distribuição da Água potável
80% desta água - agricultura
15% desta água - indústria
5% desta água - consumo humano
Fonte: OMS (Organização Mundial de Saúde)
Imagem: Google, meramente ilustrativa

Leiam no link abaixo mais sobre água:

.

.

.