.

Música de fundo



domingo, 14 de julho de 2013

REFÚGIO DAS ORIGENS-ORIGINS OF REFUGE





Meu «Refúgio» sou eu e de mim fujo
Nas  «Origens» Passadas ou Futuras;
Se me lavo demais, fico mais sujo...
Vida, breve passagem, porque duras?

Onde está a "barreira",  onde a "cortina"
Que me separa os rumos que procuro?
Quando nasce o SOL NOVO entre a neblina
Que me cerca e me oculta a LUZ no escuro?

Quando, quando, Deus meu!? Vivo à deriva
Nesta "Nau" que não sou, sem cais nem pontes...
E navego, sem corpo, de Alma viva,
Perseguindo-me além, dos Horisontes.


abraços do vosso Robd.
Coronel Roberto Durão