.

Música de fundo



domingo, 14 de julho de 2013

Poema A Meu Filho


Quando chegastes – meu filho,
alegria sentida - tu nos meus braços!
Olhei para ti -  perfeito, vaidoso fiquei.
Orgulho de pai, sentimentos num trilho.
Da família continuar e construir laços
De tanto amor que senti, então chorei

Todos juntos a ti -  a família em redor
A cresceres –  saudades desse tempo.
brincarmos na praia, momentos passaste
Os teus amigos, e o teu primeiro amor
Tuas lutas, ideais soltos como o vento.
Estudos ,conseguidos que granjeaste.

O teu casamento, a fotografia o evento.
O primeiro filho, o meu primeiro neto
Noites, também por ele não dormidas
Tuas, lutas travadas sem um lamento
Pai e homem que fostes, sempre reto
Tua solidão,  minhas angustias sofridas

Agora, olho para ti – cabelos brancos:
Revejo  nossos momentos, fico pensando,
daquilo que desperdicei em não estar
mais tempo  contigo,  por tal lamentando,
o que já não me resta -  para trás olhando,
 não ter dito, vezes sem conta, a palavra amar!


Hélder Gonçalves