Avançar para o conteúdo principal

Platoon As Flores Sabem De Nós + Platoon The Flowers Of Us Know




Cada vez aperta-me o ser, extraindo ao máximo minha tentativa de percepção
do justo, do incoerente e do que pode ou não ser lucidamente correcto.
Tamanha tragédia que até actualmente de sua maldita semente nasce descendentes
Remexer no limiar da coragem uma chaga antiga e duradoira que ainda sangra dores horrivelmente.

Silêncios comodistas ainda reinam.

Observando o mundo ao redor
Ouvindo a vida imposta que sente-se debilmente atulhas!
O abandono e a maldade dessa corja ao humano já tal fragilizado impera!!!
Em seus desmandos obscenos d’uma furía violenta na posse idiota da cobiça materialista.

O ter é diferente de o ser?


Poderia ser ambos em um só dependendo do estado em que encontra-se o feitio do sujeito em questão.
Vivemos a pior do que todas as guerras
Independentemente se a primeira ou segunda, não importa.
Os actos são mais impingidos com uma requintada inteligência
Voltada para a mais pura de todas as maldades
O pior é que a tecnologia e a malta ajudam em festejos
Em sorris débeis e burros com palmas de bis.

Sinceramente?

É de sangrar a mais alta das montanhas!
Contactar um absurdo desses e pior é estar bem no centro dele
Numa prisão realista onde sonhos não têm vez
...E quando os tem
É crime sujeito a pena de morte

Sonhos são artefactos de contrabando

O inocente torna-se o vilão
Pior de que todos os criminosos nessa visão bem mais que ariana.

Parar e tentar raciocinar a dor faz o poder de despertar -me senso de justiça
De Ti ó Vida, em cada palavra absorvo a bondade, a beleza.
Mas Tua ternura... De tão suave por mais que a busque um bocadinho não consigo .
De Ti a sinto e sinto muito, mas de mim, não a tenho
Foge-me distante e fica abrupta e pouco subtil palavra
desse coração meu que tão bem conhecem.
Sabes bois trilhando em direcção a matadoiro?
Aquele olhar que é de partir o coração, d’uma aceitação praticamente mórbida!
Se a malta ao menos ignorasse esse eleger até que era compreensível
Por a ignorância perdoa -se actitudes absurdas, mas não é!!
Não é!
Isso revolta-me as entranhas porque sabem
Trazem a luz do próprio conhecimento o que fazem
No intimo reconhecem a culpa de si para se mesmo e no entanto prosseguem...
Prosseguem no mesmo erro,na mesma crueldade
Com carinhas d’anjos desgraçados apontando o dedo
Para castigarem o “verdadeiro culpado” o ídolo eleito!
É d’uma perversão que só não leva ao vomito dos cães
Porque enfim, os pobres eles os cães não é merecido que estejam no meio dessa história.
Creio que é por essa e outras que perseguida e apedrejada sou
Enxotada, castigada de mil formas possíveis
Por essa boca que não cala-se e alma que não entrega-se!
Se no dia em daqui o for eu, e por acaso escreverem alguma epígrafe certamente será:

Aqui jaz uma louca que falava o idioma dos dementes...
Mal fadado ser que não aceitou as flores.

Que seja!!

As flores sabem de mim
e da minha "loucura" junto ao saber delas sei eu.



Ronilda David/Loubah Sofia - Alma Feita De Ti -
Dedicado : A nós Os Bravos Do Pelotão
Também publicado no PEAPAZ

 


Mensagens populares deste blogue

sorridente, calada e persistente.

Era para ser ao contrário dessa fumaça, que assoprada ou mesmo inalada se vai... Era para ser volátil como um passe despercebido de mágica. Era para ser apenas alguns segundos de choro, de lágrimas vazias de alegrias, preenchidas de vis solidões Era para ter sido, mas nunca foi, pois sempre é... Essa dor corrupta, invasora, que desdenha da minha confusão por não compreender, as razões da vida em impor ela em mim, como carrasca sorridente, calada e persistente. Era para ser uma nesga do que passou e dormiu no tempo, mas vejo que é meu presente: Resistente, crítico e decadente.

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬


Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬













Honradez

Honradez... Tua Manta De Diamantes
Amanheça Para a vida, Para o melhor quetem Respeita a aliança Acredite que adiante O real do que éseu legado Espera...
Amanheça Para a boa vontade de Dar as mãos E o perdão, compartilhar Os sonhos Os sorrisos O pão...
Amanheça E dê avocê, perdão Porque o erro reconhecido É acolhedor para a alegria Da humildade que afasta a tristeza ... E traz a esperança de que... Hoje, vai dar certo!