Avançar para o conteúdo principal

O Mapa Dos Meus Pés -The Map Of My Feet



Mesmo que ainda ande eu
 sempre sentindo a ameaça dos abismos
Não faz mal,pois nunca desistirei de voar...
Por vezes...
Assalta-me os arrepios dos cumes afiados lá em baixo
que arreliam dos meus sonhos
Mas...
Pouco importo-me o que dizem os incrédulos 
de mim ou deles mesmos
Acredito em mim!
Conheço meu DNA
Conheço o mapa dos meus pés
Cada célula dos céus que  todos os dias
acordam comigo
Se escolhes seguir pelo caminho do comodismo 
por temer a opinião alheia
que seja assim, concretizado o teu querer, 
mas ouve-me...
É uma pena...
 Viver entre grades e correntes da falsa igualdade
É uma pena...
Renegar a si mesmo, para carregar uma cruz que não é tua
e muito menos minha!
Lamento muito por Ti, por mim, por nós...
Lamento pela vildade e feudalidade do mundo
Pela insensatez e promiscuidade dessa raça
chamada humana
Lamento muito...
Mas escolho também seguir sozinha, com aquilo
em que acredito e com aqueles que olham junto comigo
 para a mesma direcção
Lamento, mas não hei mais de chorar uma tristeza
hitlerista que não é e nunca foi de mim.
Não pertenço a tua horda e nem sou peçad'algum
tabuleiro podre de Xadrez

Sim! Eu Creio Na Vida

 

 ...Porque mais vale a pena buscar as alturas do que 
catar lágrimas perdidas  adestra do inferno!

E, do terrorismo perder-se no abismo da cobardia.


Ronilda David/Loubah Sofia - Alma Feita De Ti

Mensagens populares deste blogue

O Poema que não consegui escrever

Para Ti, o que podia ser um Poema
Para Ti e por Ti, tento ser poeta. Mas, nessa vã tentativa, tolamente só alcanço voar em asas infinitas,
seguindo para além do eterno, respirando ao som de lágrimas protegidas pela esperança: De mais um abraço apertado e mais um longo e doce beijo Sabe... Gostava de ser Poeta como Tu, somente para ter o poder de falar do meu coração direitinho apontado ao teu, mas a minha tentativa é tão tola - Pois sei que esse meu escrever de poeta nada tem, além de seguir em dor pela constância da madrugada, tecendo dentro do meu coração o mais perfeito da tua alma amada num receio de perder o fio do que em mim parece ser inteligência.
Porque amando-te meu Anjo, eu...queria ser poeta singela como as flores, Cálida como o amanhecer, terna como o teu sorriso. Porém terei de enfrentar a dura realidade aceitando contente, como uma pobre agradecida, a escassa esmola em aqui, ficar - Sentindo-te, olhando-te  apaixonada, entregue ao deleite do encanto e à saudade que sempre mo…

sorridente, calada e persistente.

Era para ser ao contrário dessa fumaça, que assoprada ou mesmo inalada se vai... Era para ser volátil como um passe despercebido de mágica. Era para ser apenas alguns segundos de choro, de lágrimas vazias de alegrias, preenchidas de vis solidões Era para ter sido, mas nunca foi, pois sempre é... Essa dor corrupta, invasora, que desdenha da minha confusão por não compreender, as razões da vida em impor ela em mim, como carrasca sorridente, calada e persistente. Era para ser uma nesga do que passou e dormiu no tempo, mas vejo que é meu presente: Resistente, crítico e decadente.

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬


Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬