Avançar para o conteúdo principal

MEU AMOR VEM DE LONGE (Declamado)MY LOVE COMES FROM AFAR (retold)




Dos confins da terra!
do principio de tudo,
das alvas manhãs
onde aves livres, voam.
Do Homem que ali encerra,
genuíno, em nudez,povoam.

Meu amor vem de longe:

Do uivar dos lobos ao vento,
em harmonia com outros gritos,
de tudo que por ali prolifera,
na imensidão virginal da Terra,
grandeza sinfónica em movimento,
suprema omnipotência, ali prospera.

Meu amor vem de longe:

Nas suas veias corre a essência
da pureza, do genuíno imaculado
que, em gerações tal sinal foi-lhe dado,
nos gritos dos lobos, do Homem livre
que, ali, o bastão lhes foi prestado
A seguir obra dos Deuses, ficou jurado!

Meu amor vem de longe:

Confronto,com mundo bem diferente
seus valores, raízes – cultura de antanho
Em violento choque, em dor sobrevive
Na luta perene - a limpidez do diamante,
na essência da mãe natureza, seu ditame:
simplicidade da vida e honra flamante!

Meu amor vem de longe.




Autoria e declamação:
Hélder Fernando.D.Gonçalves 

Comentarios no PEAPAZ
Comentário de Arlete Brasil Deretti Fernandes
Helder.
belo poema. Parabéns. Beijos, Arlete.
Comentário de Janete Francisco Sales Yoshinaga 
Este poema é lindo demais!
Ele tem uma força imensa,
em cada parte dele eu vejo
um amor completo, que ultrapassa
as barreiras e o tempo!
Meus parabéns!
Beijos
Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em
Lindissimo mesmo.
A inspiração corre solta nas veias do poeta.
Parabéns.
Bjssss
Comentário de Sílvia Mota
DoCarmo, que poema maravilhoso!
Como é bom dizer/ouvir: "Meu amor vem de longe"...
Parabéns!
Beijossssss

Mensagens populares deste blogue

sorridente, calada e persistente.

Era para ser ao contrário dessa fumaça, que assoprada ou mesmo inalada se vai... Era para ser volátil como um passe despercebido de mágica. Era para ser apenas alguns segundos de choro, de lágrimas vazias de alegrias, preenchidas de vis solidões Era para ter sido, mas nunca foi, pois sempre é... Essa dor corrupta, invasora, que desdenha da minha confusão por não compreender, as razões da vida em impor ela em mim, como carrasca sorridente, calada e persistente. Era para ser uma nesga do que passou e dormiu no tempo, mas vejo que é meu presente: Resistente, crítico e decadente.

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬


Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬













Honradez

Honradez... Tua Manta De Diamantes
Amanheça Para a vida, Para o melhor quetem Respeita a aliança Acredite que adiante O real do que éseu legado Espera...
Amanheça Para a boa vontade de Dar as mãos E o perdão, compartilhar Os sonhos Os sorrisos O pão...
Amanheça E dê avocê, perdão Porque o erro reconhecido É acolhedor para a alegria Da humildade que afasta a tristeza ... E traz a esperança de que... Hoje, vai dar certo!