Avançar para o conteúdo principal

Pezinhos De Coentrada + Vinho Tinto Da Fundação Eugenio De Almeida "EA" RESERVA - Toes In The Red Wine + Coentrada Foundation Eugenio De Almeida "EA" RESERVE - Пальцы в красном вине + Coentrada Фонд Эухенио де Альмейда "EA" РЕЗЕРВ



Para mais uma almoço em família ou data especial com a família e amigos, vamos partilhar mais uma receita especial que é um prato típico do Alentejo.
Primeiramente segue a listagem para as compras que são os seguintes itens:
  • 2 pezinhos de porco
  • 1 molho de coentros
  • 2 ou 3 dentes de alho
  • 1 colher (sopa) de sal grosso
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 folha de louro
  • 1 colher (chá) de colorau
  • 2 colheres (sopa) de farinha sem fermento
  • 1 litro de água
  • 1 ovo
  • 1 colher (sopa) de vinagre
  • 200 gramas de pão caseiro (duro)
Agora de antemão os pezinhos devem ser muito bem arranjados antes de serem salgados, no caso, para limpá-los bem a jeito,deves raspá-los e musgalos, para quem não sabe o que é musgado é sapecado ao lume, seguras um pezinho a beira do lume até subir aquele fumo no ar de pêlos queimados (risos),agora partas os pezinhos ao meio, depois é lava-los com água corrente e deitar sal neles um dia antes, no dia seguinte ponhas os pezinhos para cozinhar em um litro d’agua.
Enquanto cozinham começas a fazer o tempero que é o segredo do sabor, pegues o molho de coentro e os pise com bastante determinação!Isso mesmo,  o segredo consiste justamente no sumo e na massa feita dele, juntes os dentes d’alho, o sal grosso e deite-os num tacho com o azeite e a folha de louro,aguardes uns 3 minutinhos de fritura,quando subir aquele cheirinho delicioso, adciones o corante ou o extrato ou creme de tomates conforme a preferência,agora vais colocando aos bocadinhos a farinha e mexendo por mais uns 2 minutinhos.
Agora com bastante cuidado, deite a água do cozimento dos pezinhos e deita dentro desse molho juntamente com os pezinhos partidos e deixas ferver mais uns 4 a  5 minutos, é importante mais um pouco dessa fervura para encorpar o sabor dos coentros aos pezinhos, enquanto isso batas o ovo, deitas dentro do caldo até aparecer uns fios...
Quando isso acontecer é hora de meteres a colher de vinagre e pronto!
Agora é por a mesa bem bonita com um cestinho de pão tipo broa e o vinho é claro!


E aqui vai a dica do expert em vinhos:


VINHO TINTO DA FUNDAÇAO EUGENIO DE ALMEIDA  "EA" RESERVA
Por 
Hélder Gonçalves






Fotografias:Arquivo Pessoal
Imagem do Vinho: Google
Pesquisa:wikibooks



Mensagens populares deste blogue

Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬













sorridente, calada e persistente.

Era para ser ao contrário dessa fumaça, que assoprada ou mesmo inalada se vai... Era para ser volátil como um passe despercebido de mágica. Era para ser apenas alguns segundos de choro, de lágrimas vazias de alegrias, preenchidas de vis solidões Era para ter sido, mas nunca foi, pois sempre é... Essa dor corrupta, invasora, que desdenha da minha confusão por não compreender, as razões da vida em impor ela em mim, como carrasca sorridente, calada e persistente. Era para ser uma nesga do que passou e dormiu no tempo, mas vejo que é meu presente: Resistente, crítico e decadente.

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬


O Poema que não consegui escrever

Para Ti, o que podia ser um Poema
Para Ti e por Ti, tento ser poeta. Mas, nessa vã tentativa, tolamente só alcanço voar em asas infinitas,
seguindo para além do eterno, respirando ao som de lágrimas protegidas pela esperança: De mais um abraço apertado e mais um longo e doce beijo Sabe... Gostava de ser Poeta como Tu, somente para ter o poder de falar do meu coração direitinho apontado ao teu, mas a minha tentativa é tão tola - Pois sei que esse meu escrever de poeta nada tem, além de seguir em dor pela constância da madrugada, tecendo dentro do meu coração o mais perfeito da tua alma amada num receio de perder o fio do que em mim parece ser inteligência.
Porque amando-te meu Anjo, eu...queria ser poeta singela como as flores, Cálida como o amanhecer, terna como o teu sorriso. Porém terei de enfrentar a dura realidade aceitando contente, como uma pobre agradecida, a escassa esmola em aqui, ficar - Sentindo-te, olhando-te  apaixonada, entregue ao deleite do encanto e à saudade que sempre mo…