Acenando Esperança -Waving Hope -Размахивая Надежда -




Era o nascer da aurora...
Prometia ser um dia bonito,
Pelas cores que se espalhavam com suavidade
Por todos os lados que meu nariz absorvia através do olhar
... E eu acreditei, quis acreditar, como sempre assim o desejei.
Abri a porta do quintal e lá estava Ela...
Tão pequenina, o corpo curvado em sua magreza,
As mãos ainda recordavam juventude por mais
que o rosto escrevesse ao contrario, insistindo em dizer
que viram setenta e duas luas.
E lá estava Ela, na pia do quintal, ao frio, lavando uns panos quaisquer
como se lavasse a vida.
Pedi a benção e com o coração doendo, fui tomar o café preto
que sempre  diz-me aos pequenos goles,que tudo está bem
enquanto Ela naquela casa estiver presente.
É o anuncio de que:
- Ainda está na realidade do meu mundo segurando as pontes
 e trazendo o meu querer de que todas as auroras
prometam-me que o dia vai sempre ser bonito assim...
Sai levando o coração engasgado de dor mas sorrindo.
... e ela D.Marinalva... Minha Mãe
Lá ficou ao longe a olhar-me ternuras em fios de prata
Com as  mãos escorrendo água gelada, acenando-me
esperança.



Ronilda David/Loubah Sofia- Alma Feita De Ti


*Dedicado a minha mãe: Marinalva Rodrigues David
Na foto acima.


Mensagens populares deste blogue

SP – Sindicato dos Pobres

Honradez