.

Música de fundo



quarta-feira, 13 de junho de 2012

O TAL POEMA A SOFIA



E tudo nasceu
com um poema!
naquele dia – senti,
de repente -
a tua falta,
ficaste ausente.
Sem adeus, partiste.
Vazio o teu lugar
em alvoroço, andei
teus caminhos, caminhei
sem querer perguntar.
Silencios!
Saudades,tantas a aumentar.
Com meus gritos
murmurados,
portas fechadas, contei.
Ninguem, sem nada para dar.
Então!
Verbo nasceu, aí encontrei:
alívio na forma,
da maneira de expressar.
O tal poema que transforma
todo o silencio.
Em espuma , em sonho
que se vai realizar.
O teu amor nasceu,
reconhecido!
Por alguem - não sabias
mas que sempre ficara
em silencio,
longo tempo a esperar.
Então, amor nasceu,
Do tal poema, aquele
que te consegui dar!


Dedicado a Ronilda David
Hélder Gonçalves
12-06-2012
Dia dos Namorados