Avançar para o conteúdo principal

No Confronto Do BEM E Do MAL





As dicotomias da vida, estão bem definidas
no confronto do BEM e do MAL e do ressurgimento
de outra vida.
Revejo-me no pressuposto que:
Quando batemos no chão, e nada mais temos onde
nos agarrar, sem a mão estendida que nos ajude,
ainda pode existir um lampejo de esperança
Uma pequena luz que nos indique o caminho
A forma como nos podemos erguer.
Aconteceu comigo: então, aí, surge outro "EU",
bem diferente daquele que estava caído,
exausto,desprendido,desiludido,com a alma seca
que nem um deserto!
Esse outro "EU”, nasce diferente, mais forte,
bem curtido pela dor.
O seu olhar torna-se mais abrangente por tudo
o que anteriormente não queria ver - de repente,
dentro de si, instala-se :
Uma paz
Uma serenidade
Uma receptividade superior em ouvir, escutar atentamente,
desculpar o que anteriormente lhe parecia imperdoável.
Sim...
Quando descemos até ao último degrau e por qualquer
razão imperceptível,saímos do aterro
A nossa alma fica temperada, desnuda da roupagem
em que se encobria, para dar lugar à nudez:
Da virtude
Da tolerância
Da valorização das prioridades.
Aprendermos a viver com nós próprios.
Ouvindo melhor a voz dos nossos sentimentos,
gerindo o nosso tempo, dando valor a cada
minuto que passa.
Amar, amar sempre, continuar a amar mesmo
o impossível
Enternecer-se até às lágrimas pela canção
que escuta
Pelo admirar do Belo
Pelo beijo dos amantes
Pela solitária contemplação de um por do sol
Pelos silêncios
Pela fiel companheira:
A sua infinita e doce Tristeza!
Do que vale a vida sem um pouco de aventura?
Sem a ousadia de entrarmos, por vezes, no desconhecido, termos a coragem de nos desnudarmos, tal como somos, sem pensarmos no que estão pensando de nós.
Avançar, por vezes, sem a certeza que dê certo, com a nossa determinação de estarmos seguindo simplesmente a nossa intuição, o nosso caminho, indiferente às críticas daqueles que nada arriscam, nas suas confortáveis poltronas.
Afrontarmos aqueles que estão sempre certinhos naquilo que fazem, remetendo-se, unicamente, ao lugar de espectadores, espectadores daqueles que no palco
da vida, exibem a dança, pelo simples facto de quererem dançar.
Repito:

As dicotomias da vida, estão bem definidas
no confronto do BEM e do MAL e do ressurgimento
de outra vida.
 

Hélder Gonçalves


Dissertação de leitura critica e dinâmica
Da obra:
Serpentes Das Guerras Na Vida A Fé

Fotografia:nossa

Mensagens populares deste blogue

SP – Sindicato dos Pobres

Hoje inscrevi-me no Sindicato dos Pobres
E dos Sem-Abrigo – Todos que sobrevivem
Na terra dos Párias – País da Democracia
Sem direito a voto – Cidadãos menos nobres
Contra o Estado - Patrões que tudo decidem
Luta pela melhoria da esmola – Ordem do Dia!
Quero memorizar a Carta dos Direitos Humanos
Aprender bem o significado da palavra Hipocrisia
Que direitos poderia ter se a Justiça funcionasse
Parlamento, Deputados - Tempo dos Romanos
Aqueles que se servem e aproveitam da Democracia
O vil dinheiro – Uma força que tudo isto alterasse.
Quero ir para a rua, descalço – esfarrapado
Com a plebe esfomeada e esquecida protestar
Cartazes - Palavras de ordem – Quanto baste
Punhos cerrados – Gritar, gritar não ficar calado
Contra os Algozes – Os Pilatos, a não quererem mudar
A riqueza, o conforto - Que deles jamais se afaste!


Hélder Gonçalves
Agosto 2016


Comentários João Francisco Lima Santos Bom dia!🌅
Helder Fernando Gonçalves BOM DIA a todos os sindicalistas do SP (Rsos!)
João Francisco Lim…

Do hábito biscoitos d'açúcar

De pedaços de poesias 
Fiz uma nuvem de melodias 
No mundo de suaves revoadas 
Valsando em asas encantadas 

Nas palavras erguendo magias 
Dançando sons em rapsódias 
De paixões fragmentadas e fugidias 
Acolá, chegarei com outras histórias

Nos passos -  Carinho ao aconchegar 
Com doçura que imagina minha mente 
Meus sentidos se elevam  ao prestar 
Em compasso de superação finalmente! 

De Ti em mim sonhos... 
Infinitamente. 

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬













Honradez

Honradez... Tua Manta De Diamantes
Amanheça Para a vida, Para o melhor quetem Respeita a aliança Acredite que adiante O real do que éseu legado Espera...
Amanheça Para a boa vontade de Dar as mãos E o perdão, compartilhar Os sonhos Os sorrisos O pão...
Amanheça E dê avocê, perdão Porque o erro reconhecido É acolhedor para a alegria Da humildade que afasta a tristeza ... E traz a esperança de que... Hoje, vai dar certo!