Avançar para o conteúdo principal

Crimes Contra Os Direitos Humanos +Direitos Do Autor- ก่ออาชญากรรมต่อสิทธิมนุษยชนสิทธิ + ผู้เขียนร่วม




No meio literário tanto virtual como secular existe toda uma intrínseca rede complicada no referente à protecção do autor, isso a incluir não só pequenos textos avulsos, como toda uma obra como livros e enxertos,artigos, monografias, etc, mas também fotografias, imagens, telas, vídeos, musicas, idéias projectadas.

Partilhar, divulgar, fazer propaganda publicitária de certa forma, deixou de ser algo complicado, com as ferramentas disponíveis na internet, com a disponibilização do computador e vários programas de designer gráfico,dispostos de forma rápida e fácil, toda ou qualquer pessoa actualmente pode criar e divulgar teu trabalho, só fica a questão em dúvida:

Como proteger teu trabalho?

Existem várias formas de protecção como o Creative Commons, mas também de jeito mais seguro ainda, segue algumas orientações fáceis de serem postas em práticas, com isso evitando futuramente transtornos desnecessários:

Podes por meio d’uma editora idônea, ter teu trabalho registado na Fundação da Biblioteca Nacional, escolhendo no  Escritório de Direitos Autorais (EDA) as categorias de: ISBN e ou, Depósito Legal
 
Como podes também, o fazer como pessoa física, seguindo o passo a passo, especificado com objectividade no site  da FBN,dirigindo-se pessoalmente para:

Rua Debret, 23 sala 803 - Centro / Rio de Janeiro - RJ - CEP 20030-080 
Ou ligar para maiores informações:

Tels: (21) 2220-1707 - 2220-1683 - 2220-1981 

Caso  o sitio onde moras fica distante para fazeres isso pessoalmente, podes fazer via correio,preenchendo devidamente o formulário cedido online, recorrendo ao Atendimento a Distância

Outra alternativa viável é registar, teus trabalhos no cartório da tua cidade, levando o original e cópia do trabalho para o reconhecimento de firma da sua assinatura acompanhados de seus documentos de identificação.

Caso aconteça de um trabalho teu ser plagiado, roubado ou denunciado injustamente, recorra aos Direitos Humanos que inclui também seus direitos de autor, recorrendo à delegacia mais próxima de sua casa, para fazer uma B.O, com isso a Promotoria pública encarrega-se automaticamente de investigar e encaminhar o teu caso ou para a justiça pública acionando um processo contra o autor do crime consigo ou encaminha para a  Policia Federal, caso seja de fórum internacional.


Podes também inteirar-se mais, acedendo ao Grupo: Direitos Do Autor, criado pela Dra. Silvia Mota no PEAPAZ.
É muito importante que tenhas sempre guardados em Pen drive, cd, DVD suas obras publicadas, via internet, panfletos, cartazes etc,se possível testemunhas fidedignas como familiares e amigos a tua beira que podem comprovar a autoria do teu trabalho.


Cuidados Vitais:


Proteja tua honra  e dignidade como pessoa,cidadão e autor, evitando em casos de plágios,roubos,difamações,calúnias e denúncias injustas e contractos pernciosos, evitando expo-se em público tanto no meio secular,como virtual com réplicas e dicussões que não levãm a lugar algures, a não ser o desrespeito para com o público/leitor e consigo mesmo.
Pondere com paciência, procure buscar orientações em pessoas amigas portadoras de credibilidade no tema e procure o mais rapidamente os meios dispostos pela lei, as acionando para resolver a questão.

Fiques atento e tenhas um cuidado especial na adesão de toda ou qualquer editora quer seja comercial ou sob demanda, procurando verificar seus dados cadastrais nas fontes correctas exigidas por lei e analisando profundamente, se possivel com pessoas de tua confiança os pormenores contractuais ou termos de uso.

Com esses cuidados evita-se transtornos futuros e podes continuar criando, compartilhando e divulgando o teu trabalho com segurança e serenidade.

Afinal não somos uma ilha de macacos cegos, surdos e mudos, somos seres sociais, cuja inteligência e sensibilidade urge o partilhar das nossas emoções e criactividade.

Nosso abraço, bom trabalho e mãos a obra!



Ronilda David/Loubah Sofia 


Mensagens populares deste blogue

O Poema que não consegui escrever

Para Ti, o que podia ser um Poema
Para Ti e por Ti, tento ser poeta. Mas, nessa vã tentativa, tolamente só alcanço voar em asas infinitas,
seguindo para além do eterno, respirando ao som de lágrimas protegidas pela esperança: De mais um abraço apertado e mais um longo e doce beijo Sabe... Gostava de ser Poeta como Tu, somente para ter o poder de falar do meu coração direitinho apontado ao teu, mas a minha tentativa é tão tola - Pois sei que esse meu escrever de poeta nada tem, além de seguir em dor pela constância da madrugada, tecendo dentro do meu coração o mais perfeito da tua alma amada num receio de perder o fio do que em mim parece ser inteligência.
Porque amando-te meu Anjo, eu...queria ser poeta singela como as flores, Cálida como o amanhecer, terna como o teu sorriso. Porém terei de enfrentar a dura realidade aceitando contente, como uma pobre agradecida, a escassa esmola em aqui, ficar - Sentindo-te, olhando-te  apaixonada, entregue ao deleite do encanto e à saudade que sempre mo…

sorridente, calada e persistente.

Era para ser ao contrário dessa fumaça, que assoprada ou mesmo inalada se vai... Era para ser volátil como um passe despercebido de mágica. Era para ser apenas alguns segundos de choro, de lágrimas vazias de alegrias, preenchidas de vis solidões Era para ter sido, mas nunca foi, pois sempre é... Essa dor corrupta, invasora, que desdenha da minha confusão por não compreender, as razões da vida em impor ela em mim, como carrasca sorridente, calada e persistente. Era para ser uma nesga do que passou e dormiu no tempo, mas vejo que é meu presente: Resistente, crítico e decadente.

Ronilda David in ‪#‎AQuânticadaestupidainteligência‬


Eu Sou Feita De Pedaços De Espelhos - por RONILDA DAVID

Eu Sou Feita De Pedaços De Espelhos
Sabe… Eu sou feita de cacos de vidro Entre eles há espelhos, aço, E pedacinhos de margaridas.
Por vezes machuco quando tento dar carinho.